.....

Pará/Brasil

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Parauapebas: com medo de serem processados criminalmente, autores de ação popular fazem acordo judicial para extinguir ação



Os autores da ação popular que questionou a desapropriação de imóvel, pelo Município de Parauapebas, onde será instalado o novo aterro sanitário, foram informados da irresponsabilidade criminal que promoveram contra algumas pessoas que estão figurando no polo passivo da ação popular como réus e, com medo de responderem criminalmente, estão tentando fazer acordo judicial com as pessoas prejudicadas.

Na tramitação do processo da ação popular já se identifica o requerimento de extinção da ação assinado entre os autores da ação e uma pessoa que fora extremamente prejudicada com a irresponsabilidade do protocolo da demanda judicial. 

Não se sabe se há valores de indenização na negociação entre as partes, ou seja, entre os autores da irresponsável ação popular e a pessoa que está figurando como réu injustamente na referida ação, mas pelo desgaste que a pessoa sofreu perante à opinião pública, o valor da indenização, se houver, deve ser bastante elevado, justamente para que sirva de lição e para tentar recompor os prejuízos da pessoa afetada.

Mas tem outras pessoas que estão sendo procuradas para fazer acordo para que a ação seja extinta, mas os autores da ação não estão encontrando facilidade, pois tais pessoas não estão dispostas a simplesmente ignorar o desgaste sofrido perante à opinião pública e querem justiça.

Agora, que está preocupado em se defender são os autores da ação popular, que podem responder criminalmente por sua irresponsabilidade.

Ao que parece, o feitiço virou-se contra os feiticeiros.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Parauapebas: começam as obras do maior projeto de saneamento do interior do Pará, o PROSAP



 
O Prefeito Darci Lermen assinou, na última sexta-feira, 25, o contrato para o início das obras do PROSAP, maior programa de saneamento do interior do Pará, que começará suas obras na próxima semana, início de setembro.

O PROSAP (Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas) fará uma divisão na história de Parauapebas em antes e depois da sua implantação. 

Os benefícios com a implantação do PROSAP impactarão diretamente a vida de milhares de parauapebenses e elevará os índices de saneamento básico da cidade para muito acima da média nacional, proporcionando uma melhoria significativa na saúde pública municipal e na qualidade de vida das pessoas, especialmente daquelas de menor renda e que vivem nas periferias da cidade. 


Assinatura do contrato das obras do PROSAP pelo Prefeito Darci Lermen*


Mas é importante ressaltar que o impacto positivo com a Implantação do PROSAP é para absolutamente todos que residem na cidade, independentemente da faixa de renda das pessoas, seja por meio da melhoria da qualidade de vida, seja pela melhoria da saúde pública, seja pela geração de milhares de empregos que as obras do projeto irão criar, seja pelos diversos investimento que a iniciativa privada irá realizar com a nova realidade estruturante da cidade, o que, por consequência, também resultará em milhares de novas oportunidades de emprego, seja pelas novas opções de lazer que o projeto implantará, seja pela implantação dos projetos paisagísticos etc, etc, etc.

Enfim, ainda não tem como mensurar com exatidão o ciclo de coisas positivas que o PROSAP irá proporcionar à Parauapebas ao longo dos anos, mas o futuro é promissor e ele começa agora. Deixou de ser um sonho, um projeto, e virou realidade, pois as obras já começam no início da próxima semana.

Por fim, é importante expor algumas informações de bastidores do PROSAP que a maioria da população não teve conhecimento, mas servem para que cada leitor faça sua reflexão e entenda a diferença de possuir um gestor experiente e de pulso firme para um gestor que não possui um mínimo de credibilidade nem mesmo perante seus auxiliares técnicos.

Na gestão que antecedeu o Prefeito Darci Lermen, o então Prefeito de Parauapebas havia perdido vária vezes os prazos estabelecidos para a análise e possível aprovação do PROSAP, em Brasília. A desorganização imperava e a falta de determinação do então Prefeito desanimava até mesmo os bons técnicos que tentavam se dedicar ao grandioso projeto. 

Parauapebas correu o sério risco de ficar sem o PROSAP. Após a vitória nas Eleições 2016, Darci, na condição de candidato eleito, antes mesmo de ser diplomado e tomar posse, correu para Brasília na tentativa de salvar o PROSAP. 

Inicialmente, Darci de deparou com a indiferença dos técnicos envolvidos na avaliação do projeto na capital federal, uma vez que Parauapebas estava com sua imagem completamente desacreditada, pois não conseguia cumprir um único prazo. Parauapebas, infelizmente, vendia em Brasília a mesma imagem que os cidadãos da cidade constavam diariamente, de uma cidade sem credibilidade, pois possuía um Prefeito fraco, sem ânimo, sem pulso, sem palavra, sem responsabilidade com a coisa pública.

Mas, felizmente, Darci conseguiu derrubar tais barreiras e depois de muito esforço coletivo das equipes da prefeitura, sempre capitaneadas pelo Prefeito, o contrato para o início das obras foi assinado e na próxima semana Parauapebas começa a escrever uma nova história.
  



*Créditos da foto: Portal Pebinha de Açúcar (https://pebinhadeacucar.com.br)

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Parauapebas: Governo Darci Lermen promove o resgate da credibilidade da cidade sem abrir mão da área social (parte final)

Prefeito Darci Lermen

Continuando...outro ponto relevante a se destacar na avaliação de uma Administração municipal é o ambiente político existente entre os poderes. Um Governo que não consegue dialogar sempre terá enormes dificuldades e quem mais perde com a instabilidade política é sempre a sociedade.

Parauapebas já viveu momentos muito turbulentos entre os Poderes Legislativo e Executivo, a cidade simplesmente travou e a sociedade inteira perdeu. Parauapebas não merece mais aquele caos!!!

Certas habilidades políticas, definitivamente, não são para qualquer pessoa. Pelo contrário, agentes políticos que não sabem dialogar e não possuem a sensibilidade de entender as demandas dos diversos segmentos políticos da sociedade não deveriam, ao menos, filiar-se a partido político, justamente para a sociedade não correr o risco de ter essa pessoa como detentor de mandato.

Atualmente, andando pela cidade de Parauapebas ou acompanhando as notícias pelos portais de notícias locais, percebe-se uma atuação interessante do Governo Darci Lermen no sentido de levar obras e serviços impactantes às periferias da cidade, bem como a zona rural, e não apenas no centro da cidade.

Como falamos na outra postagem, cada gestor possui uma característica marcante que o faz diferente dos demais, e isso é saudável. Darci, desde que assumiu o Governo, mesmo com as finanças ainda destruída pela gestão anterior, tratou de resgatar algumas áreas completamente ignoradas pelo prefeito que o antecedeu, por exemplo: cuidou da área social e levou obras e serviços aos bairros mais periféricos da cidade.

Inegavelmente, é preciso reconhecer que a visão macro de Darci, de levar obras e serviços aos bairros periféricos, leva dignidade às comunidades que, historicamente, teriam mais dificuldades em ter suas demandas atendidas.

O “Poder Público” deve governar para todos, proporcionando um ambiente saudável para que as pessoas possam desenvolver suas atividades e buscar seu bem-estar da melhor forma possível, sem que haja uma intervenção indevida desse mesmo Poder Público na esfera privada do cidadão. Contudo, deve-se exigir sua participação naquilo que é seu dever, sem ignorar as limitações orçamentárias. 

Há na sociedade algumas demandas que atendem exclusivamente aos interesses de uma comunidade específica e há demandas que impactam toda sociedade. Contudo, ambas as demandas se complementam, pois, por exemplo, um grande empresário que não precisa do Poder Público para proporcionar ao seu filho uma educação de qualidade sabe a importância que tem a construção de uma escola também de qualidade na periferia da cidade para a educação dos filhos dos seus funcionários. 

Em outras palavras, quando o Poder Público atua de forma a atender, dentro do possível, as variadas demandas existentes na sociedade que, de alguma forma, se complementam, estará promovendo a pacificação da coletividade, pois todos são beneficiados, tanto aquele grande empresário que espera do Governo uma segurança pública eficiente, menor carga tributária etc, quanto o funcionário deste empresário, que conseguiu matricular seu filho na escola pública do bairro que reside. Nesse sentido, ponto ao Governo Darci Lermen.