.....

Pará/Brasil

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Redenção: a debandada petebista








Com o fim das filiações partidárias e a entrega da relação de filiados junto à Justiça Eleitoral (incluídos aqui os pré-candidatos de 2012), em 14 de outubro, o tabuleiro político de Redenção movimentou-se significativamente surpreendendo muito incrédulos.
Dentre os times que mais perderam lideranças, segundo as informações que chegaram até o Blog, destaca-se o PTB, partido do prefeito Wagner Fontes.
O PTB, por baixo, só para fechar um time de futebol completo, perdeu onze (11) fortes pré-candidatos, incluindo entre eles dois vereadores e um ex- deputado, ex-prefeito de dois mandatos e detentor de quase 25.000 mil votos no Estado, 12.467 votos somente em Redenção, nas Eleições 2010.
A incompatibilidade entre os trânsfugas e seu opressor era tão danosa que um deles, o vereador Alex Santiago, preferiu arriscar perder o próprio mandato, conquistado com muito suor, nas trincheiras judiciais, do que ficar refém do alcaide que, indubitavelmente, lhe passaria a amarga fatura pela postura adotada pelo parlamentar durante boa parte do seu mandato que aquele considerava inadmissível.
Outro afastamento que a todos surpreendeu foi o de Mário Moreira. Amigo de longas datas do prefeito Wagner Fontes, Mário Moreira, ao que parece, descobriu que, desatrelado, consegue alçar vôos bem mais altos, dada sua competência, carisma e qualidade de agrupar.
Mário retornou ao ninho tucano a pedido do Governador Jatene e parte da cúpula do PSDB estadual e é um forte pré-candidato a prefeito de Redenção.
O vereador Aldair Dentista, eleito pelo PTB, ingressou no PSD coordenado por Mário Moreira depois de aguentar calado por longos três anos a política de abandono daqueles que tanto defendiam o “Governo”. Agora o vereador Aldair respira novos ares, pois conseguiu conquistar a liberdade que almejada, sem esquecer da mãozinha do santo Kassab.
Outro lutador que muito ajudou a eleger o atual prefeito de Redenção foi o Secretário de Agricultura Pedro Martins Barros. Pedro Tindô, como é popularmente conhecido, ficou como primeiro suplente do PTB e mesmo sabendo da situação delicada do vereador Alex Santiago junto ao partido, preferiu sair e filiar-se no PSDB de Mário Moreira e Dr. Gervásio Camilo, vice-prefeito de Redenção.
O pré-candidato “Orlando do Fórum” há muito estava no PTB, mas também foi outro que não aguentou o eterno esquecimento e preferiu pedir tutela ao Barbalhão e filiou-se no PMDB.
Izabel Andrade, atual Secretária de Assistência Social, também foi candidata a vereadora pelo PTB em 2008 e é mais uma forte pré-candidata em 2012. Não mais aguentando as infrutíferas reuniões diárias, também pediu para sair do PTB.
Izabel, que esperou até o último minuto a movimentação política de Mário Moreira, decidiu filiar-se ao mesmo partido que seu amigo e hoje é uma importante aquisição do PSDB de Redenção.
José Fernandes, conhecido como Zeca Keké no Município de Santa Quitéria do Maranhão, no Maranhão, apesar de disputar o pleito municipal de 2008 fora das fronteiras do Pará, desde 2009 era filiado ao PTB redencense, mas também pediu abrigo no ninho tucano municipal, pois queria caminhar junto com seu “cumpadre Mauro”.
Zeca Keké obteve apenas 1 (um), isso mesmo, um único voto nas Eleições 2008, mas caso alguém queira saber de maiores detalhes do “por quê?”, basta perguntar-lhe pessoalmente, pois o mesmo já possui uma forte fundamentação como defesa. Zeca Keké será indispensável na candidatura tucana em Redenção. Uouuuuu !!!!!!!!!
Pedro Lima durante a campanha de Mário Moreira para deputado estadual, nas Eleições 2010, trabalhou diuturnamente a ideia de fortalecimento do PTB nas regiões sul e sudeste do Pará. Pedro Lima trabalhava a legenda juntamente com Mário em todos os municípios das regiões citadas acima.
Pedro Lima era petebista de carteirinha com acesso direto com o Deputado Federal Josué Bengtson (PTB), para quem muito contribuiu pedindo votos em todos os municípios que visitava, sempre de forma casada com seu candidato a deputado estadual Mário Moreira.
Mas o sonho de Pedro Lima em construir um PTB forte nas regiões sul e sudeste do Pará tendo como líderes políticos do Partido Mário Moreira e Wagner Fontes transformou-se num verdadeiro pesadelo. Lima, assim como 99% da população de Redenção, passou a viver diuturnamente um pesadelo, mesmo acordado, pois ter como líder político partidário alguém como.................é...........humm........bem.............sabe né.........ele....o próprio.....é complicadíssimo.
Pedro Lima, assim como o Tindô, não teve dúvidas e procurou abrigo no ninho tucano do seu amigo e comandante político Mário Moreira e, também, filiou-se no PSDB.
Chico Elival, detentor de 247 votos nas Eleições 2008, também migrou do PTB e pediu abrigo no PSDB.
Bijugol e Luiza Lopes também pertenciam à fileira de filiados do PTB, mas, apreciadores que são da liberdade, rasgaram a ficha de filiação petebista e migraram para partidos diversos.
Em suma, Wagner Fontes, Excelentíssimo Senhor prefeito de Redenção, se chamado para se explicar na regional do PTB, precisará de muito tempo para expor suas justificativas, pois pregava nos quatro cantos que “elegeria” seu candidato a deputado estadual com os pés nas costas por seu um “líder” regional.
Porém, o que acabou acontecendo foi que seu então “indicado” perdeu consideravelmente votos por ter seu nome ligado ao prefeito que já detinha um altíssimo índice de rejeição com menos de dois anos de mandato.
Fora isto, o prefeito Wagner Fontes perdeu os dois vereadores eleitos pelo PTB em 2008, devido sua inabilidade política, assim como todos os principais pré-candidatos que possuía sob a tutela petebista.
Contudo, sem sombra de dúvida, a maior perda eleitoral do alcaide foi a do seu ex-amigo Mário Moreira, que encontrou no ninho tucano todo o suporte e confiança necessários para delinear novos horizontes.
São as Eleições 2012 a todo vapor.



2 comentários:

Érica Marriel disse...

Mário Moreira, líder por natureza! Parabéns querido, conte comigo... Bjim

Anônimo disse...

O PTB perdeu muito com a saída do MM! Tem "liderança" que vai lamentar profundamente ao final das eleições 2012! kkkkkkkk