.....

Pará/Brasil

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Redenção: alguns assessores do prefeito Wagner Oliveira tentam reverter insatisfação generalizada dos servidores municipais com a administração por meio de coices e chicotadas

Forma modelo da Amazônia de relacionamento com servidores públicos 


Pois bem, amigos e amigas do Café com Política, os servidores públicos de Redenção estão vivendo um verdadeiro inferno astral por conta de alguns assessores mais próximos do prefeito Wagner Oliveira.
A ideia dos (des)inteligentes assessores é fazer com que os servidores que externam alguma insatisfação com o Governo municipal sofram algum tipo de punição ou mesmo humilhação pública para ficar claro que: “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.
Ocorre quem nem todos os servidores curvam-se a este tipo de capitão do mato e partem para o embate frontal.

Assessores  do prefeitão tentando domar os rebeldes que conspiram contra o governo do bem


Em ano de eleição é normal prefeitos e seus fieis escudeiros mudarem a forma de tratamento com o funcionalismo público, levantando uma bandeira branca tentando simbolizar paz, pelo menos até o dia das eleições.
Porém, em Redenção, os garotos de recado do prefeito não estão seguindo a mesma linha que o próprio prefeito vem traçando no intergalático PDV e estão promovendo um verdadeiro show de horror no relacionamento com o funcionalismo municipal. Na verdade, estão se superando em comparação com os anos anteriores.




4 comentários:

Anônimo disse...

Essa característica é do rapaz chamado Manoelzinho. Ele assumiu o cargo do nosso amigo Hebet. O Manoelzinho acha que é o dono do mundo. Para pagar uma conta urgente que envolve coisas de saúde ele pergunta ao doente se realmente ele está doente e aonde dói.

Anônimo disse...

e verdade o manoeuzinho e este burro ai judiando de nos .....

Anônimo disse...

O Wagner é o professor de Deus e o Manoelzinho é o pai de todos kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

o manoeuzinho é um burro mesmo...