.....

Pará/Brasil

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Justiça Eleitoral: triste realidade para tão grande missão



Pois bem, amigas e amigos cafeinados, quem vive os bastidores dos fóruns e tribunais sabe bem a precária realidade dos mesmos. Contudo, na presente postagem, o blog fará singelo comentário sobre o que se verifica, atualmente, nos cartórios eleitorais do Pará.

O blog teve conhecimento que, desde o início do ano, alguns servidores dos cartórios eleitorais precisaram tirar férias prolongadas, e bote prolongadas nisso, pelo simples fato da Justiça Eleitoral não pagar horas extras aos mesmos.

Importante destacar que os servidores que compõem a Justiça Eleitoral, durante todo o pleito eleitoral, especialmente o período compreendido entre o início das convenções partidárias (junho) até o julgamento das prestações de contas (dezembro), trabalham incansável e diariamente para dar conta dos curtos prazos eleitorais que a legislação eleitoral determina.

Porém, em retribuição a tanto esforço e dedicação, esses servidores recebem apenas folgas. Folgas estas que ultrapassam 3, 4, 5 meses. Inacreditáveis cinco meses de folga para não retribuir financeiramente aqueles que dedicaram parte de sua vida em prol de uma sociedade inteira.

Dessa forma, o Café externa sua solidariedade a todos os servidores da Justiça Eleitoral que, heroicamente, conduzem um processo tão importante para o fortalecimento permanente da democracia brasileira.


Realmente, tem coisas que só a política brasileira faz por você...... 


Nenhum comentário: