.....

Pará/Brasil

sábado, 14 de junho de 2014

Dilma, Lula, Copa, Indignação Popular, Vaias e Insultos






Muito mais que disputa eleitoral, as vaias recebidas pela presidente Dilma Roussef na abertura da Copa do Mundo, no último dia 12 de junho, significam o gritante inconformismo que o povo brasileiro tem em relação à condução do país.

Não dá mais para aceitar pacificamente tanta desfaçatez, tanto cinismo, tanta cara de pau!

Governos incompetentes e insensíveis que, ao longo dos anos, desde os tucanos até os petistas atuais, não conseguem promover as modificações estruturais que o Brasil precisa, trabalharam diuturnamente e conseguiram a liberação de bilhões e bilhões de verbas públicas para as obras faraônicas determinadas pela Fifa.

Contudo, a eficiência empregada para dar dinheiro do povo brasileiro para a Fifa não é a mesma quando o objetivo é fazer um simples hospital público possuir médicos e medicamentos suficientes para o atendimento do dono do dinheiro: o povo.

Imaginar que bilhões de reais foram investidos em dois estádios que receberão dois ou três jogos, como são os casos de Manaus e Brasília, realmente é algo que merece sim o ecoar de incansáveis vaias.

Lula chama o povo brasileiro de “moleque”

O ventríloquo Lula, por sua vez, durante discurso no lançamento da pré-candidatura de Elmano (PTB) ao senado e do senador Wellington Dias (PT) ao governo do Piauí, em Teresina, dia 13 de junho, tentando defender sua bonequinha, externou: Os responsáveis por aqueles xingamentos contra uma mulher e uma presidente são moleques.”

Antes de Lula chamar o povo brasileiro de moleque, seria interessante que ele fizesse uma rápida retrospectiva para entender tamanha indignação do povo brasileiro.

Mensalão, Valerioduto, Petrobras, Copa do Mundo etc etc etc são alguns poucos exemplos marcantes que tiram qualquer um do sério.

Marketeiros

Os Mágicos de Oz que orientam o passo-a-passo de Dilma diagnosticaram que o clima não era propício para ela fazer a abertura oficial da Copa do Mundo, porém, não a impediram de comparecer no estádio, o que foi suficiente para receber uma pequeníssima amostragem de como anda o humor dos brasileiros para tamanha farsa.

“Hei, Dilma, vai comer jambu.”

Certo mesmo, meus caros amigos cafeinados, é que, muito embora o povo brasileiro tenha gritado ao mundo seu inconformismo, Dilma, Lula e Cia cantam pelos corredores do Palácio do Planalto, diariamente, há mais de dez anos, o seguinte refrão:

“Hei, povo, tu vai continuar tomando no **”

Nenhum comentário: