.....

Pará/Brasil

sexta-feira, 18 de março de 2016

Diálogo entre Lula e Dilma e a “covardia” do Judiciário



Lula
Lula:

"Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, nós temos um Superior Tribunal de Justiça totalmente  acovardado, um parlamento totalmente acovardado, somente nos últimos tempos é que o PT e o PC do B é que acordaram e começaram a brigar.”

Definitivamente, não é uma tarefa das mais fáceis tentar decifrar uma mente doentia como a do ex-presidente e ministro não-ministro Lula, mas vamos aqui tentar exercitar o nosso lado psicanalista.

Em conversa telefônica interceptada com autorização judicial, Lula fala à presidente Dilma que, além do parlamento, o STF e o STJ “estão totalmente acovardados.” Pois bem, é exatamente neste ponto que o Café gostaria de tecer alguns singelos comentários.

Um ser da estirpe de Lula dizer que os membros das mais altas Cortes judicias brasileiras são covardes é, no mínimo, inusitado. É inusitado porque se as Cortes estão se acovardando, na visão de Lula, é porque estão “permitindo” que decisões judiciais da vara federal de Curitiba estão atingindo seus interesses, é isso?

O STJ e o STF não poderiam ser covardes e permitir que a justiça, seja qual for a vara, instância ou foro, “mexa” com ele simplesmente por ser o Lula, é isso? 

Será que Lula pretende que a Justiça viva com ele no seu mundo de Alice, onde ele é o intocável e suas palavras soam como leis aos subordinados?

Será que Lula acredita que o STJ e o STF deixarão de ser covardes se proibirem as investigações e julgamentos que ele pode vir a “receber” caso tenha cometido ato ilícitos como qualquer outro cidadão, ou será que Lula realmente se considera um cidadão acima das leis, um ser único no Brasil a ponto de acreditar que as leis não lhe podem ser impostas, mesmo sendo pego em atos ilegais?

Nenhum comentário: