.....

Pará/Brasil

quinta-feira, 31 de março de 2016

Lula, PT, Sonhos e Decepções (parte I)


Lula fala aos metalúrgicos em 1979

Lula está em evidência no cenário político nacional há décadas. Ao longo dos anos, conseguiu ser uma metamorfose ambulante somente para inglês ver. Mas conseguiu, paulatinamente, aumentar seu eleitorado e retirar aos poucos aquela velha má fama de radical que mudaria a cor da bandeira nacional para vermelha.

Lula nos braços dos metalúrgicos
Os governos que sucederam o regime militar nunca conseguiram ter um canal de diálogo diretamente com o povo, especialmente o povão, pois eram todos almofadinhas, engravatados requintados. Em contrapartida, Lula, que veio do movimento popular e sabia, e ainda sabe, muito bem falar a língua do povão, começava a aumentar sua base política pelo Brasil inteiro, inclusive, o blogueiro que vos escreve era mais um desses militantes.

Após cada derrotas de Lula para a presidência da República, de um total de três, tinha-se a certeza que a vitória estava muito próxima, era apenas uma questão de tempo. Era preciso continuar com a esperança e tentar ganhar mais alguns simpatizantes para, na próxima eleição, enfim, alcançar a maioria.

Mas o dia da vitória chegou. Lula, PT e o povão estavam (estávamos) no poder. Agora, a esperança por um Brasil mais justo, socialmente falando, era mais palpável. Lula, inteligente que é, manteve a base principal da política econômica do governo de Fernando Henrique Cardoso, mandando um consistente recado ao mercado e organismos internacionais que não estava assumindo o poder para anarquizar o país.


   
Lula Presidente
O governo iniciou e a publicidade das políticas sociais passou a ter uma turbinada especial que, com um garoto-propaganda como Lula, se transformava numa arma política perfeita.

Lula saiu-se muito bem no início do governo e conseguiu aumentar as bases políticas pelo país potencializando o PT em todo Brasil. Agora, o partido estava ramificado nos municípios com a máquina federal patrocinando a expansão.

A lua de mel entre Lula e o povo foi duradoura. Saiu de seu segundo mandato com uma aprovação recorde e, de quebra, conseguiu eleger Dilma, sua criatura.

Nenhum comentário: