.....

Pará/Brasil

sábado, 5 de março de 2016

Os rastros deixados pela cegueira que o poder provoca




É incrível a cegueira que o poder prova nos seus inquilinos. O caso Petrobras, mundialmente conhecido, é um belo exemplo que certamente se compara a outros infinitos que ocorrem na maioria dos municípios do país.

Depois que se inicia no caminho do ilícito, das negociatas, e se percebe que não dá mais para interromper o ciclo vicioso, ao que parece, as pessoas envolvidas vão ficando mais relaxadas e a varrição das traquinagens para debaixo do tapete vai se tornando menos eficiente.

Na última fase da Lava Jato, onde o ex-presidente Lula foi o principal alvo, foi divulgado que a força-tarefa da operação quer saber porque o Instituto Lula e a LILS Palestras, empresa do ex-presidente Lula, receberam mais de 30 milhões em doações das empresas envolvidas no petrolão e posteriormente contrataram justamente as empresas dos filhos do próprio Lula como, por exemplo, a G4 Entretenimento, que pertence a Fábio Luís (filho de Lula), para prestar serviços.

Segundo o Instituto Lula, a G 4 Entretenimento presta serviços ao mesmo desde 2011, onde promove a manutenção do site do instituto e, para tanto, recebeu a bagatela de R$ 1,3 milhão (um milhão e trezentos mil reais) do instituto.

A força-tarefa suspeita que a empresa do filho do ex-presidente sirva apenas para fazer uma triangulação para que o dinheiro da suposta doação chegue ao seu destino final, o bolso do Lula.

Nenhum comentário: